Uma outra vez.

Brasileiros e falantes da língua portuguesa.

  1. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dia 0

    Uma pequena apresentação, primeira vez que entro em algum grupo assim e que me disponho a escrever sobre isso para outras pessoas, mesmo que anonimamente.

    Já perdi as contas de quantas vezes tentei parar. Tenho quase 26 anos, e sou viciado em pornografia há quase 15. Levei muito, muito tempo para me dar conta de que isso era uma doença e que estava consumindo cada parte da minha vida, mesmo que eu estivesse cavando o fundo o poço cada vez mais.

    O vício em pornografia escravizou minha rotina, meus interesses, meu tesão, minha ereção, minha moral, até mesmo minha inteligência. No pico desse vício, pouco antes de eu tentar começar a parar, eu não conseguia mais ler nenhum texto com mais de um parágrafo, e nem assistir a mais do que 5 minutos de aula ou palestra. O desespero por manter esse vício me levou a consumir conteúdo cada vez mais pesado, a ponto de no final eu só conseguir ereção com as coisas mais grotescas que vocês podem imaginar, coisas que eu jamais pensei que fosse ver, coisas que me repugnam no fundo da alma, mas que me fazem gozar. E mesmo assim, depois de um tempo, o orgasmo assistindo essas coisas já se reduzia a quase nada em termos de sensação. Eu acho que se não tivesse tentado começar a parar talvez já não estivesse mais aqui. As coisas que eu fazia... coisas que até hoje não consegui falar para ninguém, nem para mim mesmo em voz alta.

    Obs: não cometi nenhum crime no período do relato acima. Mas talvez viesse a cometer se não tivesse parado.

    Enfim, tem algumas semanas que eu caí. Gosto de usar esse verbo pra traduzir o relapse, ele é mais enfático em expressar o que significa isso. Eu tinha conseguido ficar quase três meses, e hoje estou à beira de ficar próximo do que eu estava na minha pior época. É como se nada tivesse adiantado, como se todo aqueçe esforço tivesse sido inútil. Em tão pouco tempo eu caí tanto... Eu tinha tanta certeza que iria conseguir dessa vez... é difícil pensar que dessa será diferente. Mas eu tenho que tentar. Eu não aguento mais essa corrente, essa coleira. Esse demônio. Eu sou ateu, mas a sensação é como se algo indescritivelmente cruel e profano vivesse dentro de mim, algo que não tem nada a ver comigo, porque eu não sou assim.

    Torçam por mim. Tentarei manter um diário nesta thread. Torçam por mim.
     
  2. ferret XD

    ferret XD Fapstronaut

    429
    872
    93
    Bem vindo de volta!! tô ai !!
    você já deve saber que "várias cabeças pensam mais que 1"(só para reforçar).
     
    Last edited: Oct 24, 2021
    Marcus Traianus likes this.
  3. Paul Xavier

    Paul Xavier Fapstronaut

    35
    93
    18
    Bem vindo. Conte conosco
     
    ferret XD and Marcus Traianus like this.
  4. Traskain

    Traskain Fapstronaut

    seu relato é tocante, desejo todo sucesso pra vc, força cara pq só de vc estar tentando já mostra que vc é melhor do que já foi ontem , sempre estamos em constante evolução.
     
  5. Iron38

    Iron38 Fapstronaut

    10
    38
    13
  6. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dia 1

    Os primeiros três, quatro dias geralmente são mais fáceis, mas sinto que esse novo primeiro dia foi mais complicado que os outros. Nada de absurdo, só pensamentos, e alguns gatilhos que é impossível escapar. Fotos normais, até mesmo algumas palavras que eu associe com algo que já tenha visto em pornografia me despertam pensamentos. Mas consegui controlar bem.

    Tomei a decisão de parar de fazer sexo por algum tempo. Eu namoro faz quase dois anos, e moramos juntos tem quase um. Já é virtualmente um casamento, em termos práticos e de convivência. Mas eu conversei com ele (sou homossexual) e ele entendeu: nos últimos meses eu não conseguia mais fazer sexo com ele se não fosse pensando em pornografia. É deprimente, mas do contrário eu não consigo manter a ereção ou chegar às últimas consequências. E eu simplesmente não suporto mais ter estes momentos com alguém que eu amo enquanto penso em algo que abomino. É degradante para mim e para ele. Vendo os relatos sobre o assunto eu sei que o cérebro consegue regenerar e, com o tempo, eu conseguirei ter sexo de verdade, talvez meu primeiro sexo de verdade na vida, com sentimento, afeto, carinho, e tesão saudável. Mas no momento parece tão distante. Mesmo quando atingi meu maior strike esse sempre foi o momento mais difícil de não reativar as memórias, de não precisar recorrer a elas pelo menos por um curto momento para ter algum desempenho ou para concluí-lo.

    Como vocês lidam/lidaram com este ponto em específico? É tão difícil essa parte para vocês também? Alguém aqui já conseguiu se livrar completamente dessas memórias durante sexo normal e saudável?

    A propósito, só faz um dia mas este site já tem me ajudado muito. Ler suas respostas me deu esperança e me ajudou a conseguir uma paz de espírito em relação à luta com esse vício que eu acho que nunca tive. Obrigado!
     
  7. Traskain

    Traskain Fapstronaut

    Uma técnica que pode ajudar para não pensar em P em momentos de sexo é focar nas sensações, focar no tato e na sensação dos prazeres, se vier um pensamento P aceite-o e deixe-o ir embora.

    Força para vc vencer essa guerra pq pornografia aumenta demais nossas exigências, vicia e é destrutiva
     
    Lecovesck and Marcus Traianus like this.
  8. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Vou tentar fazer isso, quando decidir retomar o sexo. Acontecia que, infelizmente, se eu só me focasse na sensação a ereção não dura. Mas imagino que isso deve melhorar daqui uns dois meses. Li em um lugar sobre ressignificação do sexo, e isso deve ajudar mesmo. Sobretudo para quem já começou sua sexualidade com P (como é meu caso), já conforma a cabeça a enxergar o ato só desse jeito errado. Parece que tentar transformar a situação num momento especial com vários detalhes românticos ajuda muito.
     
    Traskain and ferret XD like this.
  9. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dia 2

    Nada de extraordinário a relatar ainda. Como diria Gandalf, parece "o fôlego que se toma antes do mergulho". Só anda difícil não focar involuntariamente em algumas fotos em redes sociais (mesmo que não sugestivas).

    O maior problema, realmente, é ficar sozinho. Minhas últimas recaídas foram todas nesta situação. Sinceramente, eu acho que só consegui bater quase 3 meses de strike da última vez porque estou morando com meu namorado, e o apto é pequeno. Mas ano que vem morarei por um semestre sozinho e a antevisão disso me preocupa muito.

    Hoje fiz algumas pesquisas sobre reboot e descobri vários termos novos rsrs não conhecia os conceitos de flatline, easy/hard mode e efeito caçador (embora eu já tenha passado muito por isso, sem saber o nome). Estou pensando em comprar o livro do Gary Wilson quando o preço baixar. Algum de vocês já o leu?
     
    Last edited: Oct 26, 2021
    Lecovesck and ferret XD like this.
  10. Lecovesck

    Lecovesck Fapstronaut

    Isso de aceitar o pensamento e deixar ele ir embora é muito importante...É algo essencial na caminhada.
    Precisamos saber que somos doentes e não nos surpreendermos com coisas do tipo.
     
  11. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dia 3

    O dia foi muito atarefado, finalmente estou conseguindo retomar trabalhos que eu gosto e que envolvem sair de casa (não suporto mais home office). Isso basicamente impediu qualquer recaída, mas tive algumas situções bem difíceis (comparativamente aos dias anteriores) no que concerne pensamentos involuntários enquanto estava no ônibus.

    Acho que está me faltando força de vontade. Da última vez que tentei parar, nas primeiras semanas eu era muito mais diligente no que toca olhar pessoas na rua, fotos de perfis ou pensar em P. Dessa vez parece que eu nem estou tentando. Espero conseguir encontrar esta força novamente, porque, ao que tudo indica, amanhã ou depois de amanhã começarão os urges.
     
    Traskain, ferret XD and Lecovesck like this.
  12. Traskain

    Traskain Fapstronaut

    me pego dessa forma constantemente, como se simplesmente eu esquecesse dos objetivos e o dia seguisse naturalmente comigo alimentando pensamentos P e olhando em excesso para as mulheres
     
    Marcus Traianus and ferret XD like this.
  13. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dia 4

    O fôlego antes do mergulho está levando mais tempo do que eu imaginei. A rotina tem me ajudado a manter a cabeça em outro lugar, mas em compensação estou ficando bem estressado (eu basicamente só estou trabalhando sem parar das 7h30 às 23h). O perigo é esse estresse resultar em desejo incontrolável (já me aconteceu); no momento eu realmente não tenho como começar uma atividade física para balancear isso. Vamos ver.

    Mais um dia limpo.
     
    Traskain, ferret XD and Lecovesck like this.
  14. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dia 5

    De ontem para hoje tive meu primeiro sonho erótico desde o começo do novo reboot. Curiosamente, no sonho eu mesmo recusei sexo pelo motivo de estar sem PMO, e acabei não tendo polução. Fiquei orgulhoso de mim, parece que minha consciência tá bem focada nisso para mesmo no sonho eu não racair.

    Em compensação, fiquei ruim o dia inteiro. Parece até que entrei na flatline sem passar pelos urges, mas na verdade são outros problemas de saúde.

    Rumo ao sexto dia...
     
  15. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dias 6 e 7

    Os sonhos eróticos continuam acontecendo, e de ontem para hoje meu inconsciente não resistiu como da primeira vez. Mas não tive polução. Logo após acordar fiquei com muita vontade de M, acho que em razão mesmo de ter tido o sonho, mas não foi difícil controlar.

    Já estou me sentindo melhor em relação ao relato do dia 5. Deviam ser outros fatores mesmo. Na realidade, minha vontade por S real está aumentando exponencialmente. Estou começando a recuperar atração sexual pelo meu namorado, coisa que estava desaparecendo em razão do vício. Isso é muito bom, mas vou tentar focar em permanecer no hard mode. Imagino que tudo isso, somado aos sonhos, sejam consequência do pico de testosterona que temos no sétimo dia de abstinência.
     
    Lecovesck, ferret XD and Traskain like this.
  16. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dias 8 e 9

    Continuo sem recair. Consegui melhorar minha disciplina em relação aos gatilhos diários, mas infelizmente é uma coisa que simplesmente preciso tolerar às vezes. Sem muito a relatar, sigo a luta.
     
    Traskain, ferret XD and Lecovesck like this.
  17. Lecovesck

    Lecovesck Fapstronaut

    Boa, seguimos.
     
  18. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    Dia 10

    Começaram "finalmente" os urges, mas a rotina somado ao fato de não morar sozinho estão ajudando bastante a não recair. Uma coisa que curiosamente me ajuda a diminuir o desejo é escutar canto gregoriano. Estou cogitando seriamente mudar pra easy mode depois de 1 mês de nofap, mas não sei o quanto isso vai fazer a jornada ficar mais longa. Como é a experiência de vocês em relação a isso? Fica muito mais longo o período de recuperação?
     
    Traskain and ferret XD like this.
  19. ferret XD

    ferret XD Fapstronaut

    429
    872
    93
    Na minha opinião, não só pelas minhas crenças religiosas, mas pelas inúmeras desvantagens, tem q ser Nofap forever
    já pensei muitas vezes depois que completei o desafio:
    -A!! já posso recair
    contudo vai ficar mais difícil! fica a sua escolha.
     
    Marcus Traianus and Lecovesck like this.
  20. Marcus Traianus

    Marcus Traianus Fapstronaut

    No caso eu me refiro apenas a passar a admitir sexo saudável, inclusive sem pensar em pornografia durante, depois de um mês. Eu namoro sério faz dois anos, então não seria nada potencialmente promíscuo. Não passarei a admitir P ou M, só O. Mesmo assim você acha que conta como recaída?
     
    Traskain and ferret XD like this.

Share This Page